Top 10 Motivos para Amar Teste Ágil

“Guia” a ser seguido pelas empresas. Adoção de qualidade no processo é necessário, sem dúvida. Tradução feita por Gisela Nogueira e retirado do InfoQ.

Recentemente, Kay Johansen fez a pergunta “Porque você ama teste ágil?“. As respostas variaram das mais sérias às mais descontraídas.

  1. Não há mais teste manual de scripts! –Ao invés dos scripts serem executados automaticamente, disponibilizando mais tempo para o testador executar testes exploratórios.
  2. Desenvolvedores realmente gostam de mim! –Localizar problemas antes do final da interação e enquanto o código está fresco na mente dos desenvolvedores, facilita que eles encontrem o problema.
  3. Agora eu posso verificar os recursos antes deles serem escritos! (ambos Kay e Philip) – O testador pode evitar problemas ao iniciar o teste antes que os recursos sejam definidos.
  4. Os resultados do teste automatizado podem ser visto muitas vezes ao dia –fornecendo um feedback rápido após qualquer alteração.
  5. A atmosfera é fortemente orientada a equipe (John Overbaugh) – Cada membro da equipe se preocupa em terminar os testes e não somente o código (Lisa Crispin).
  6. O testador pode ocasionalmente ajustar o defeito (Lista Crispin) – Cada membro da equipe sente-se mais confortável já que o teste é automatizado.
  7. Fornece a oportunidade para revisar constantemente as práticas de teste (Adam Knight) – Ao invés de simplesmente repetir o que foi feito anteriormente, as práticas constantemente revistas. No caso de Adam os testes que costumavam levar 5 dias para serem executados manualmente foram reduzidos agora para 30 minutos.
  8. Eu gasto muito, muito menos tempo debugando (Adrian Howard) – Eu tenho o feedback quase ao mesmo tempo em que cometi um erro, por isso, geralmente é trivial localizar e corrigir.
  9. A chance de realmente impactar na qualidade ao invés de somente documentá-la! (Jonh Overbaugh) – quando os defeitos são corrigidos imediatamente ao invés de colocar numa pilha de defeitos.
  10. Sempre existe tempo para testar, porque o teste é feito primeiro – Josue Barbosa dos Santos contou a história de trabalhar num escritório do governo no Brasil onde a prática era testar no final do projeto. O desenvolvimento sempre atrasado no cronograma do projeto atingindo o prazo limite e sendo liberado para os usuários sem teste. Com a introdução do TDD e ATDD pelo menos algum teste era executado enquanto o software era desenvolvido.

A razão número um para Kay amar teste ágil: Eu posso ouvir as pessoas falando “esse é o melhor projeto que eu já trabalhei na minha vida!”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: