Minhas impressões – Campus Party 2011 – Dia 1 – 17/01/11

Caros colegas,

Esse ano estou tendo a oportunidade de participar do maior encontro de geeks/nerds da América Latina, a Campus Party 2011. A mesma está em sua 4ª edição, sempre no estado de SP. Já venho “namorando” a possibilidade de participar do evento desde as duas edições anteriores. Nesse ano consegui sincronizar meu período de férias dentro do período do evento. Desde Dezembro/2010 já estou com o lugar no campus e no camping garantidos 🙂 Particularmente nunca acampei na vida, espero que seja legal 🙂

Pretendo fazer um post diário (já estou atrasado…rs), contando as novidades acerca do evento e as minhas impressões. Passarei os 7 dias de forma integral dentro da Campus Party, e torço para ser uma experiência prazerosa e produtiva.

Panorama

Já venho lendo há tempos o blog da Campus Party e outras fontes para ter conhecimento do “kit de sobrevivência ideal” para o evento. Acredito que eu tenha levado comigo todos as bugigangas necessárias (colchonete, cadeados, trava para notebook, roupas, etc) :p

Municiado de todos esses apetrechos, saí de casa as 12h30 do dia 17/01/11. O primeiro dia do evento foi reservado ao credenciamento apenas, sendo o ciclo de palestras, oficinas e mini cursos destinados para o período compreendido entre terça e sábado.

Fui usando o transporte público mesmo, no caso metrô. Demorei cerca de 1 hora pra chegar ao local, contando uma caminhada de uns 10 minutos, do metrô Jabaquara até o Centro de Exposições Imigrantes, muito mais fácil do que esperar o micro ônibus do evento (que estave chegando e saindo em intervalos de 30~40 minutos), pegar um taxi ou ônibus.

Cheguei ao local as 13h30, hora do início do “calvário”. É com pesar que esse post com a minha primeira participação no evento tenha começado mal…

Calvário, ato primeiro: a fila para credenciamento


Chegando as 13h30 fiquei estupidamente assustado com o tamanho da fila e o número de pessoas que se mantinham do lado de fora. Na minha percepção eram quase umas 2 mil pessoas que não tinham se credenciado. Sem opção fui ao final da fila, e a menina fez o ato de prenúncio de que aquele seria um dia longo:  me ofereceu água e Club Social… Além de tomar chuva durante um bom tempo tive que ficar, acreditem, 7 HORAS de pé. DE PÉ.

Calvário, ato segundo: a fila para cadastro de equipamento e camping

Eram 20h30 quando eu oficialmente entrei na fila para credenciamento. Acredito que é possível pensar como eu estava não? Todas aquelas tags  de respeito do Twitter passavam pela minha cabeça (#vsf, #vdm, #fail, #puto, etc). Pensa que acabou: não. Ao adentrar ao credenciamento ouvi e vi as verdades: era apenas UM ÚNICO guichê para atendimento para cada área da Campus Party (UM ÚNICO para Desenvolvimento, UM ÚNICO para software livre e assim por diante…). Durante todo o dia no setor de credenciamento o sistema ficou fora do ar várias vezes, com períodos de até UMA HORA de inatividade.

Entre os passos de finalizar a retirada da credencial, cadastrar o equipamento e pegar mais uma “pequena” fila para entrar no camping, vistoriar malas, localizar barraca e guardar as coisas todas foram mais duas horas. Vá contanto amigo: 22h30, sempre de pé, sustentado pela água e pelo Club Social…

Calvário, ato terceiro: serviços de alimentação e suporte ao público funcionam “religiosamente”, vejam só!

O total descaso completou-se após descarregar minhas bugigangas todas. Fui tentar comer algo no restaurante local, mas quem disse que consegui. O vigia disse que ele fecha “rigorosamente as 22h00”, como se não estivesse vendo a fila do lado de fora na cara dele! Todos da organização foram omissos e não se importaram com o pessoal. Ainda tinham pessoas adentrando a Campus Party, se credenciando e cadastrando os pertences…

Só consegui comer algo na “praça de alimentação” (“descente” viu…), com aqueles “preços módicos” (todos os locais do evento, TODOS, vendem o copo d’água, refrigerante ou bebidas sem álcool a R$4, NO MÍNIMO). Foi pra fechar com chave de latão mesmo a noite…

Calvário, ato quarto: adentrar ao campus

Após tudo isso, lavar o rosto, tomar um fôlego e finalmente adentrar ao campus pela primeira vez instalando meu micro eram 23h30. Um belíssimo saldo final: 10 horas de burocracia e total falta de respeito e incompetência organizacional do evento para com o público. Para um primeiro dia, não só pra mim mas essa história se reflete para 80, 90% por cento do pessoal que se cadastrou na fatídica segunda feira, foi de total decepção.

Coloquei uma boa parte dos emails e pendências nas redes sociais em ordem. Mas ainda tinha mais… Ah meu caro, o filósofo Ricardo Nohara sabiamente já dizia: “Para o pior, não há limites…”

Calvário, ato final: fecham-se as cortinas e apagam-se as luzes…

Estava eu tão “pilhado” que ao olhar no relógio para me dar conta do tempo percebi que já eram 3:00. Ao cair na real, e com algumas coisas a digitar, notícias a ler e informações a interar eis que o imponderável acontece (poderia existir ainda? A resposta é sim…) : energia e internet da Campus Party somem, como pó. Causa: fortíssima chuva (isso foi verídico) problema em um transformador da Eletropaulo e insuficiência dos geradores presentes no evento (falta de dimensionamento e erro em infraestrutura em um evento patrocinado pela Telefônica, não é de se estranhar mesmo…).

As escuras o jeito foi dar uma cochilada, deixar a máquina ligada e torcer para uma volta rápida e estabelecimento da ordem no local. Deu-se em duas horas e meia depois. Após colocar as pendências faltantes dei-me por direito o sono dos justos.

Para quem quiser saber mais detalhes fica o link a seguir: http://www.infopod.com.br/campus-party/campus-party-2011-cobertura-da-primeira-tarde-do-evento/

Conclusão

A primeira impressão é a que fica? Torço para que no final dos 7 dias de evento não seja essa do primeiro dia. Tudo convergiu para dar errado, deu errado e pra quase todos os participantes. Sem dúvida foi o pior dia de credenciamento de todos os 4 anos de evento. Infelizmente participei da história ruim 😦

Duas horas de sono a mais (perfazendo um total de 4 1/2 para o primeiro dia) e já estava pronto para encarar o segundo dia de evento.

Um resumo do primeiro dia por outra fonte, pra não dizer que falei “groselha”: http://www.mundotecno.info/noticias/primeiro-dia-da-campus-party-brasil-foi-marcado-por-problemas

Quer saber como foi/será o segundo dia? Aguarde o próximo post 😉

Sigam meus tuítes para saber mais sobre o evento em tempo real: @mcapablanca. Acompanhem ( se puder ) a hashtag oficial do evento: #cpbr4.

Estou subindo alguns vídeos curtos no youtube no meu canal, e já separei uma playlist para o evento. Criei também um álbum no Picasa para colocar as fotos.

Até mais!

P.S.: Peço desculpas aos caros leitores se o post ficou enfadonho, mas tinha que fazer esse desabafo e protesto, de uma forma ou outra…

Anúncios

5 Respostas

  1. […] This post was mentioned on Twitter by AntonioAndersonSouza. AntonioAndersonSouza said: RT @mcapablanca: New blog post => Minhas impressões – Campus Party 2011 – Dia 1 – 17/01/11 http://bit.ly/g4ZXgB #cpbr4 //para quem ai … […]

  2. […] Minhas impressões – Campus Party 2011 – Dia 1 – 17/01/11 […]

  3. […] Minhas impressões – Campus Party 2011 – Dia 1 – 17/01/11 […]

  4. […] Minhas impressões – Campus Party 2011 – Dia 1 – 17/01/11 […]

  5. […] Minhas impressões – Campus Party 2011 – Dia 1 – 17/01/11 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: