[DIVULGAÇÃO] – Casual Class #11 TV Digital – Globalcode SP

Divulgado no dia de hoje pelo Boletim da Globalcode. Acredito que eu possa estar presente na data, mas como ainda falta mais de um mês não confirmo com certeza…rs. Abaixo mais informações:

TV Digital + PIZZA + CERVEJA + VOCÊ = CASUAL CLASS

Programação
Sexta – 23/04/2010
19:00 às 19:30 Recepção e discussão aberta
19:30 às 20:15 Thiago Galbiatti Vespa
20:15 às 20:45 Neto Marin
20:45 às 21:15 Painel com convidado especial – Dimas Oliveira
(aguardando confirmação)
21:45 às 22:00 Perguntas e Respostas
21:30 às 22:30 Pizza + Cerveja + Perguntas e Respostas
Local:
Globalcode – Unidade São Paulo
Av. Bernardino de Campos, 327 cj. 22 Paraíso
veja o mapa de Localização

Este Casual Class de TV Digital será muito especial conduzido pelos instrutores Thiago Vespa e Neto Marin que vão abordar tópicos essenciais como a especificação Ginga, Ginga-J, Interatividade, autoria de Blu-Ray com Java mostrando diversas demonstrações interessantes.

Casual Class é uma forma diferenciada de levar novos conhecimentos e tendências para a comunidade Globalcode.

Tudo isso em um astral de confraternização, networking e profissionalismo, do jeito Globalcode!

Tabela de Preços
Somente participação no evento R$ 35,00
Participação no evento + 1 caneca R$ 45,00
Participação no evento + 1 camiseta R$ 55,00
Participação no evento + 1 caneca + 1 camiseta R$ 65,00

Inclui: pizza, 1 taça de vinho ou 1 cerveja e acesso exclusivo ao material do evento.

Anúncios

Minhas impressões – 1º Bate Papo do SP-GTUG (Globalcode – 03/03/10)

Caros colegas,

Vou escrever um pouco acerca das minhas impressões do 1º Bate Papo do SP-GTUG, ocorrido na Globalcode em 03/03/10. Estive presente em mais esse evento/encontro de pessoas interessadas nas tecnologias do Google. Se você quiser saber mais sobre o SP-GTUG, leia acerca do 1º encontro do SP-GTUG, ocorrido no ano passado (Agosto/2009).

Introdução

Após a primeira reunião do grupo, ocorrida no mês de Agosto/2009, houve um “hiato” em termos de organização de eventos e geração de conteúdo relativos as tecnologias Google, seja no blog do grupo, lista de discussão ou apresentações públicas. Graças aos incentivos, força de vontade e senso de organização do Paulo Fernandes, no começo desse ano foi organizado o 2º encontro do SP-GTUG, também na Globalcode em 06/02/10.

No 2º encontro os membros (alguns novos e outros remanescentes da primeira reunião) rediscutiram as estratégias do grupo, novos colaboradores e como incentivar a geração de conteúdo. Eis que uma das idéias que surgiu foi de organizar “bate papos”, que no final acabam sendo como os minicursos da Globalcode: membros que forem capacitados em alguma tecnologia do Google e se sentirem confortáveis em pesquisar e explicar, fazem uma apresentação para um público alvo interessado. Chegamos ao acordo que, a cada “bate papo”, 2 temas (2 palestras com 1h30 cada) seriam apresentadas e o assunto discutido com o público.

Com base nisso, foi marcado o 1º Bate Papo do SP-GTUG (!). Os assuntos do primeiro bate papo (e os “sortudos” que teriam a honra da estréia) foram:

  • Google AdWords, com Eric Gomes;
  • Opensocial, com Róbson Dantas.

Abaixo um pequeno resumo sobre as palestras.

Google AdWords – Eric Gomes

Eric Gomes, que é especialista em AdWords e já trabalha na área, trouxe a público um overview simples e direto sobre essa tecnologia. O AdWords nada mais são do que anúncios, encontrados em forma de link e presentes em ferramentas de busca (vulgo Google) de acordo com as buscas de um usuário (por meio das palavras  chave). Outros locais que podemos visualizar esses anúncios são  Youtube, Orkut, Gmail, Maps, etc. Favor não confundir AdWords com AdSense!…rs.

Alguns termos mais técnicos (e mais importantes da apresentação) sobre AdWords foram abordados, como:

Não é a toa que as propagandas perfazem, praticamente, o total do valor da renda arrecadada pelo Google, que é de cerca de 97% (Para mais informações ver esse post com os números do Google).

Quer saber mais do assunto? Veja os links abaixo:

Opensocial: aplicações e conceitos – Robson Dantas

“In particular, we’ve identified Robson Dantas (site) as an OpenSocial Guru for consistent demonstration of technical expertise and community involvement.” (Opensocial Google Group).

Para falar sobre OpenSocial nada melhor do que um Guru do Opensocial (como foi definido pelo próprio Google!), ou seja, Robson Dantas. Para não complicar (rs), vou transcrever a definição de Opensocial da Wikipédia:

O Google OpenSocial é uma plataforma do Google baseada em HTML convencional e Javascript. Uma API (Interface de Programação de Aplicativos) aberta [1] que permite que desenvolvedores criem widgets (aplicações ou add-ons) para rodar dentro de redes sociais [2] que aderirem à plantaforma OpenSocial. As redes sociais que já aderiram são o Orkut, MySpace, Friendster, LinkedIn, hi5, XING, Plaxo, Ning, Oracle, Viadeo e SalesForce[3].

O Robson passou para os presentes um panorama do desenvolvimento e oportunidades que podem ser aproveitadas nas redes sociais do Brasil e do mundo. Alguns números interessantes sobre esse nicho são:

  • Mais de 85% dos internautas usam redes sociais, seja Orkut, Facebook, Sonico ou outras;
  • No Orkut: 22 milhões de usuários. Acesso: 28 visitas ficando 496 minutos/mês.

Podemos explorar esse nicho desenvolvendo um ambiente formado por: Opensocial + aplicativos + criatividade (simples, sociais, atrativos e “virais”). Trazendo para a realidade temos alguns cases de bastante sucesso, como Buddy Poke, Mafia Wars e Farm Ville.

Alguns termos mais técnicos (e mais importantes da apresentação) sobre Opensocial foram abordados, como:

  • Opensocial API;
  • Conhecimentos que um desenvolvedor precisa ter: HTML, Javascript e outra linguagem (Java, PHP, Python, etc.);
  • Ferramentas a serem usadas: Firebug, Opensocial plugin, Sandboxes, Partuza, Shindig, OSDE;
  • Demo: Shindig + Opensocial e gadget “Hello World”;
  • Visão de mercado: desenvolvimento de plataformas de mídia, jogos online e aplicativos sociais (inclusive no próprio Google!).

Quer saber mais do assunto? Veja os links abaixo:

Conclusão

O encontro reuniu por volta de 20 a 25 pessoas, uma média considerável para um horário das 19h as 22h de uma quarta feira. E já teve 2 palestrantes de muito bom nível em sua primeira edição!

Espero que outros bate papos possam acontecer, e mais “especialistas” e interessados se disponham a apresentar. Mas, é importante ressaltar: nem só de apresentações viverá o grupo! Temos em mente que precisamos de mais colaboradores criando conteúdo no blog, participando dos eventos, enviando dicas na lista de discussão e oferecendo outras localizações para as reuniões do grupo (quando o auditório da Globalcode estiver ocupado).Participe da lista de discussão do SP-GTUG e dê sua opinião também!

Mais uma vez fica o agradecimento (e acredito que dos demais também) ao Paulo Fernandes de dar o “pontapé inicial” nessa iniciativa de angariar “sangue novo” para o grupo e estar organizando os encontros. Agradecimento também vai para a Globalcode, que pela terceira vez em três encontros (rs) cede o espaço gentilmente ao grupo.

Agora alguns avisos para os possíveis novos encontros (e bate papos). Já existem pessoas interessadas em apresentar alguns temas relacionados as tecnologias do Google. Abaixo listo alguns:

* Deise Garrido – Adsense

* Rodrigo Ribeiro (Isso mesmo: o “paguá” que escreve esse post…rs) – Android

* Paulo Fernandes – Overview de algumas tecnologias Google (a definir)

* Fabio Gama – Open Social, Maps, AppEngine

* Octavio Turra – Wave, Chrome

* Fernando Masanori – Python no AppEngine

Portanto não perca os “próxmos” capítulos! Interessado em participar? Venha discutir conosco! Acesse: http://groups.google.com/group/sp-gtug

Bem, por enquanto é só! Espero ter sido claro com as palavras e ter passado conteúdo útil com este post.

Até mais!

Dojo com Program-ME e Arduino na Globalcode – 10-12-09

Como diz o ditado: “antes tarde do que nunca” 🙂

Com um pouco de atraso vou divulgar aqui algumas informações a respeito da minha participação no Dojo com Program-ME e Arduino, que aconteceu no dia 10 desse mês (a uma semana exatamente) na Globalcode (Unidade São Paulo). Por lá tive a felicidade de encontrar um companheiro de trabalho (Alex Moraes), que também é interessado em programação, novas tecnologias e participa do grupo de Ruby da Fatec-SP.

A questão é: o que é um dojo (mais precisamente coding dojo) ?

Vou usar como referência um texto retirado da página do Coding Dojo UFSC:

Segundo o http://codingdojo.org/: “Um Coding Dojo é um encontro onde um grupo de programadores se reúne para trabalhar em conjunto em um desafio de programação. Eles estão lá para se divertir, e, através de uma metodologia pragmática, melhorar suas habilidades de programação e de trabalho em grupo.”

O Coding Dojo tem algumas regras básicas:

  • Desenvolvimento guiado por testes: Antes de fazer qualquer implementação, deve ser escrito um teste, que ao passar indica que a implementação está correta.
  • “Passos de bebê”: Se um teste não está passando, você deve escrever o código mais simples possível que faça o teste passar. Quando for escrever um novo teste para o mesmo método, escreva um teste que teste só um pouquinho a mais da funcionalidade desejada.
  • Pair programming: A programação é feita em duplas. Cada dupla tem um piloto e um co-piloto. Ambos pensam em como passar no teste atual, mas só o piloto digita. Cada par tem por volta de 5 a 10 minutos no seu turno. Quando esse tempo acaba:
    • O piloto volta para a platéia
    • O co-piloto assume o lugar do piloto
    • Um novo co-piloto vem da platéia
  • Todos devem entender: O piloto e o co-piloto devem sempre explicar em voz alta o que estão tentando fazer para solucionar o problema. Qualquer um na platéia pode pedir explicações se não entender algum raciocínio.
  • Três fases: Um Coding Dojo sempre está em alguma dessas 3 fases, dependendo do estado dos testes:
    • Vermelha: Pelo menos um teste não está passando. A dupla da vez deve se concentrar em fazer o teste passar. A platéia não deve falar nessa fase, para não atrapalhar piloto e co-piloto.
    • Verde: Os testes acabaram de ser rodados e todos estão passando. Essa é a hora de quem está na platéia dar sugestões para melhorar o código.
    • Cinza: O código foi modificado de acordo com as sugestões, mas a bateria de testes ainda não foi rodada. Deve-se evitar fazer grandes modificações no código nessa fase.

Qual o objetivo desse codingo dojo (Retirado da página de notícias da Globalcode)?


Neste Dojo, os participante deverão implementar uma aplicação que simulará o antigo brinquedo eletrônico conhecido como Genius.A simulação deverá gerar as seqüências de cores usando LEDs para um jogador interagir fisicamente com aplicação através de botões coloridos para repetir a seqüencia aleatória apresentada. O algorítimo deverá então captar essas ações e identificar se a seqüência realizada pelo jogador está correta ou não.

Durante este evento, com a participação especial do Felipe de Almeida Rodrigues (Fratech, ou “cover” do Martin Fowler, rs) e pelo Alberto Spock Lemos (Dr. Spock), que participaram de um DOJO no Linguágil, você aprende aplicar TDD e Pair Programing ao revesar na escrita do código a cada 7 minutos com outros participantes. Portanto, o problema deverá ser resolvido “ao vivo”.

Participando,  voce aprende técnicas ágeis de desenvolvimento, uma linguagem de programação, conhece o Program-ME e o que é computação física.

A minha opiniao do evento

O meu interesse em participar desse minicurso veio da palestra “Robótica Open Source – Vinícius Senger & Paulo Carlos dos Santos”, que aconteceu no OpenTDC 2009, onde finalmente consegui ver ao vivo as coisas acontecendo. Planejo, em futuro próximo, adquirir um kit desses para “brincar”…rs.

Achei legal a experiência e primeiro contato com o Arduino e os meios de programação do mesmo. Os instrutores trouxeram uma nova maneira de “fazer minicursos”: não é só uma pessoa falando durante 3 horas seguidas de um assunto, sem haver interação com o pessoal. São as mesmas 3 horas de interação, diversão, mão-na-massa e descobertas de momento acerca do assunto que foi abordado. Esse foi o ponto principal: todos participaram e fizeram o minicurso! (até eu tive meus 14 minutos, como co-piloto e piloto 🙂 )

Abaixo coloco algumas fotos tiradas por mim no evento (em algumas está Alex Moraes, no seu momento “co-piloto”):

Ao final do minicurso, Felipe e Dr. Spock disseram ao público que há a intenção de serem feitos mais dojos na Globalcode, de Arduino (é claro) e de outros assuntos. Portanto aguardem mais informações.

O Dr. Spock (que também escreve em seu blog sobre Arduino) já publicou dois artigos sobre esse dojo, inclusive com o código final gerado pelo pessoal do minicurso, alcançando o objetivo do projeto. Para conferir, acesse:

Bom, por enquanto é só e agradeço desde já aqueles que deram uma passada no meu blog e fizeram a leitura.

Até a próxima e aguardem as novidades!!

Minhas impressões – 1º Encontro SP-GTUG – 15/08/09

Caros colegas,

Na manhã/tarde de hoje participei do 1º encontro do SP-GTUG (Grupo de Usuários de Tecnologia Google de São Paulo), junto com o colega de empresa André Pantalião. O intuito principal era ser um bate papo para conhecer melhor as pessoas que estavam envolvidas com tecnologias Google, e dispostas a dar o “pontapé inicial” para a geração de conteúdo. Hoje foram oficializados os tópicos principais e os intuitos da comunidade. Abaixo, irei discorrer de forma bem sucinta sobre o encontro.

Panorama Geral

O evento ocorreu no auditório da Globalcode (São Paulo). Era previsto para começar as 10h00 e acabar as 16h00. Houve um atraso inicial do organizador do encontro (Victor B. Vieira) e o evento acabou as 16h20. Mas nada demais e que pudesse atrapalhar o horário da maioria. Pensou-se que iriam aparecer cerca de 10 pessoas mas o público foi de 21 pessoas, sendo que houveram 40 inscritos.

A idéia para formação de um GTUG em SP partiu de algumas pessoas presentes no Google Developer Day 2009. Victor B. Vieira, André Pantalião e outros foram os idealizadores do SP-GTUG, que era de imprescindível existência para uma cidade como São Paulo, pois seu tamanho, poder econômico e tecnológico são indiscutíveis. Outros grandes estados do Brasil, como Minas Gerais, Santa Catarina e Rio de Janeiro já tinham seus GTUG’s formados e com uma comunidade forte.

Introdutório e decisão das diretivas do grupo – Victor B. Vieira (com auxílio de Eric Gomes)

A idéia principal era seguir um cronograma já divulgado com os seguintes tópicos de discussão:

  • Apresentação dos Membros
  • Periodicidade e formato dos encontros
  • Compartilhando conhecimento
    • Apresentações
    • Mini Cursos
  • Produção do Grupo
    • Publicação de Artigos;
    • Palestras em eventos;
    • Desenvolvimento de aplicações, para servirem de exemplos;
  • Fechamento e Avaliação do Evento

Na parte de apresentação o mais interessante é que não havia somente desenvolvedores no ambiente, mas pessoas ligadas a marketing, comercial, conhecedores de hardware, etc. Isso mostra o quanto o Google interessa e é abrangente. Outro ponto a ser ressaltado é que a maioria das pessoas (me incluo nisso) tinham um conhecimento médio das ferramentas do Google ou o que ele pode oferecer em todos os aspectos, mas tendo muito interesse em se aprofundar e gerar conteúdo.

A lista de discussão do grupo já existe (sp-gtug@googlegroups.com) e será por ela que os primeiros artigos sairão e haverá a definição de qual ferramenta será usada pelo grupo (wiki, blog, fórum, etc.).

Houve um levantamento de ferramentas do Google que podem ser discutidas, ser alvo de geração de material e desenvolvimento de projetos. Algumas que foram discutidas e de consenso geral (em temros de aceitação):

Se falarmos de todas as ferramentas que o Google tem haja pessoas para escrever (rs). Outras ferramentas menos conhecidas (Health, Pack, Squared, Trends, etc) também foram citadas, mas terão um foco menor frente as mais conhecidas. Para ter uma idéia, acesse o site do Google Code e veja em API’s e ferramentas o “pequeno número” de projetos com API disponível, fora as outras ferramentas do Google.

Durante a discussão de diretivas o Victor ficou de enviar um email com um arquivo em formato .xls com informações preenchidas a respeito das subdivisões de áreas a serem estudadas, moderadores (a priori) e informações dos usuários. Acredito que também estará no formato docs do Google (é claro…rs). Ao ser disponibilizada, atualizo este post juntamente com as fotos (cortesia de André Pantalião).

As reuniões, mini-cursos e eventos da comunidade ainda serão discutidas, mas pensa-se em fazer reuniões com mini-cursos em períodos de 2 meses, ao estilo dos apresentados pela Globalcode. Um evento aberto para o público seria feito de 6 em 6 meses. Mas muita água ainda irá rolar em termo de definições…

Praticamente a reunião tinha chegado ao fim. Restava agora aos moderadores divulgarem as informações de como serão baseadas as discussões, linhas de estudo e divulgação de notícias e material referente a cada assunto. Escolhi “Desenvolvimento” e “Mobile”. André escolheu os mesmos dois, mais a “Geolocalização”, ficando também como moderador (a priori) do tópico do “Mobile” (!). Cada “área” teve 2 moderadores eleitos para cada subdivisão de assuntos.

Haveria um almoço e a tarde um bate papo sobre Adsense, Adwords e Analytcs, bem informal e mostrando como funcionam.

Pós almoço – bate papo: google adsense, adwords e analytcs (Rodrigo Bianco e Eric Gomes)

Antes do almoço tiramos uma foto com os presentes nesse primeiro encontro, para que “ficasse na história”. Vou verificar a disponibilidade da mesma e divulgo aqui, atualizando as informações.

Eric Gomes e Rodrigo Bianco trabalham com marketing e links patrocinados. Eric já está no ramo a um certo tempo e é desenvolvedor Java, enquanto Rodrigo trabalha com publicidade e marketing em Campinas e tem uma experiência maior na parte de uso dos links patrocinados e SEO. O bate papo que houve pode virar facilmente uma palestra no futuro, pois os dois tem bastante conteúdo e cases a respeito das ferramentas para passar ao público.

Foram mostrados exemplos de aplicação do adsense, adwords e analytcs em otimização de pesquisas, tratando de explicar para os mais leigos termos como relevância de procura, “procura patrocinada” e “procura pura” do Google, SEO, uso de api’s do Google, etc. O assunto é bastante interessante e com certeza vai ser um dos mais visitados na comunidade.

Eric Gomes mostrou uma ferramenta que está desenvolvendo, chamada “Gadman – Google AdWords Manager”, que trata de fazer o “consumo” da API do Google com a finalidade de mostrar e controlar via interface gráfica todas as possíveis alterações de compra de palavras-chave, anúncios, campanhas de publicidade, etc. O mesmo ficará de passar mais detalhes pela comunidade, pois o projeto é baseado em tecnologias abertas (API do adsense e adwords, Java, MySQL, Struts, JAX-WS, etc) e para ser compartilhado com os demais é questão de tempo. Fiquem de olho! 🙂

Conclusão

O evento alcançou o objetivo esperado: um bate papo para que os presentes pudessem por em prática o networking, conhecessem os princípios que o grupo vai discutir e entender a separação das categorias de estudo e publicação de material referente as tecnologias do Google.

Estou aguardando as primeiras mensagens a partir deste “marco” e estou ávido para começar a contribuir com o grupo. Resta esperar para ver o quão próspero será o futuro. Acredito que tem tudo para dar certo.

Até a próxima e acompanhem as novidades! Postarei na medida do possível.

(Atualizado em 16-08-09, as 19h07)

Segue o endereço contendo as fotos do evento: http://apantaliao.multiply.com/photos/album/31/Primeiro_Encontro_GTUG

Agradeço ao André Pantalião por disponibilizá-las.

(Atualizado em 17-08-09, as 14h25)

Victor B Vieira escreveu suas impressões do evento no blog do GTUG. Vejam neste link. Lá está contido o endereço da “matriz de responsabilidades” (documento do Google Docs), grupos e moderadores. Por enquanto só para visualização. Na lista do GTUG haverão mais informações.

Casual Class – Robótica – Globalcode (SP)

Mais um evento Globalcode, agora relacionado aos envolvidos com robótica. Veja abaixo mais informações, retiradas do site CasualClass.

P.S. : Só achei os preços de inscrição um tanto quanto “salgados” para um evento de 3h30. No site principal há o texto: “O custo de participação (R$ 30,00) inclui: 1 caneca de colecionador, pizza, 1 taça de vinho ou 1 cerveja e acesso exclusivo ao material do evento.”. Abaixo vocês podem ver que infelizmente não é verdade…:

Tabela de preços

Modalidade de Inscrição Data do evento Preço vigente
Casual Class #7 – Robótica 24/07/2009 R$ 30,00
Casual Class #7 – Robótica + Caneca 24/07/2009 R$ 40,00
Casual Class #7 – Robótica + Camiseta 24/07/2009 R$ 45,00
Casual Class #7 – Robótica + Caneca + Camiseta 24/07/2009 R$ 55,00

Inscrições Abertas: Casual Class #7 – Robótica

Saia da rotina da programação corporativa e venha conhecer como a Robótica com microcontroladores open-source vem ganhando espaço em todo o mundo com projetos incríveis e mirabolantes.

Vamos apresentar diversas novidades da Maker Faire, uma feira na Califórnia de proporções épicas sobre Robótica e Invenções. Impressora que imprime em ovo, detectores de mentira, robôs guiados por GPS e muitos mais.

Além do que, vamos apresentar como funciona o modelo de programação com Arduino e Processing, plataformas de desenvolvimento criadas em Java para programação de microcontroladores e robôs.

Se você acha prazeiroso fazer seu próprio software, não pode imaginar como é criar e soldar seu próprio hardware!

Casual Class
Data e Local
Sexta 24/07/2009 às 19:00 hs
Globalcode São Paulo
Av. Bernardino de Campos, 327 cj.21 Paraíso

Casual Class 2009 – Evento Globalcode

Mais um evento Globalcode que promete trazer as novidades vistas no JavaOne 2009 para a comunidade brasileira. Tudo isso “regado” a cerveja/vinho e pizza! Uma oportunidade que não pode ser perdida! (pena que não poderei estar presente 😦 – Estarei no FISL 10 :)). abaixo mais informações:

Inscrições Abertas: Casual Class 2009

Casual Class é uma forma diferenciada de levar novos conhecimentos e tendências para a comunidade Globalcode. Nesta sexta edição de reinauguração da Casual Class vamos apresentar as principais tendências e progressos da tecnologia Java com informações extremamente atualizadas durante a nossa participação do JavaOne 2009.

Adicionalmente vamos reapresentar a palestra sobre “Arquiteturas Enterprise para Web 2.0”, onde discutimos 5 sólidos padrões de arquitetura Java EE incluindo: JSF, EJB, Spring, JBoss Seam e ambos integrados.

Tudo isso em um astral de confraternização, networking e profissionalismo, do jeito Globalcode!

O custo de participação (R$ 30,00) inclui: caneca de colecionador, pizza, 1 taça de vinho ou cerveja e acesso exclusivo ao material do evento.

Esperamos você lá!